sábado, 4 de abril de 2009

meditando

SIR WALTER RALEIGH (na hora da morte, examinando o machado do carrasco): "Isto não me assusta, é apenas um remédio drástico para me curar de todas as doenças."

Postado por Daniel Costa

4 comentários:

Marta Vasil disse...

Julgo que este este pensamento, "aparentemente" cruel, não se afastará em muito de um poema que acabei de ler à bocadinho chamado Exorcismo. Transcrevo apenas uma pontinha dele...

"Levanta-te, vá lá, não tenhas medo
de apertar o gatilho as vezes necessárias
para que tudo morra..."

Fernando Pinto do Amaral

Um fim de semana de bons pensamentos

MV

SAM disse...

Fui procurar saber quem foi o personagem e autor de palavras tão desiludidas com a vida.... E que história!!!


Beijos´e ótimo final de semana, amigo.

VIDA disse...

Todo aquele, que espera a morte como, remédio e solução de cura para a sua Vida.
Não entendeu, a Vida. Pois a cura, é a causa da doença, e a doença é causa da cura, ambos são a ilusão que se auto perpetuou, na mente daquele que assim acreditou.

Pois a Morte, é a transformação do eterno Agora, que aos olhos "daquele" que "renasceu" o antecipou, vislumbrando assim a VIDA, e a Magia de estar Vivo, sempre pela primeira vez.

Paz

Efigênia Coutinho disse...

SIR WALTER RALEIGH (na hora da morte, examinando o machado do carrasco):

MUITO INTERESSANTE SUA POSTAGEM, E RELAISTA, COM ADMIRAÇÀO,
Efigênia Coutinho