sábado, 27 de março de 2010

meditando


WINFRED RHOADES: "É a alma que desfalece. É a alma que precisa de atenção. Se queremos que ela dirija, de verdade, o corpo, devemos alimentá-la continuamente com subtâncias, que a façam forte e sadia: Trata-se da alma, nas suas necessidades diárias; dê-se-lhe mais alguma coisa que notícias de sensação. diversões excitantes, tagarelice fútil, e interesses subalternos, e ver-se-á como a sua força aumenta. A mesquinhez é sempre o corruptor da alma."

Postado por Daniel Costa

1 comentário:

lita duarte disse...

Daniel,

"Um corpo sem alma não vive"

Um grande beijo.