quinta-feira, 6 de maio de 2010

meditando


COMPOAMOR: "Para o mal de amor, o melhor médico é a paciência, o tempo, e, sem igual, a ausência."

Postado por Daniel Costa

2 comentários:

Pensador disse...

Hoje devo discordar duplamente do pensamento. Primeiro, não considero o amor um mal, muito pelo contrário. Segundo, quando se ama de verdade, é mentira que "longe dos olhos, longe do coração".

lita duarte disse...

Dizem que para manter um amor é preciso renunciar a ele.
Talvez seja verdade em alguns casos.

Beijos.