terça-feira, 6 de julho de 2010

meditando


JOHN  MASON BROWN: Ninguém pode dizer a outro o que é a felicidade . E ninguém poderá ser feliz ser viver apenas para si. A alegria da vida nasce da identificação com alguma coisa que consideramos maior, mais digna, mais duradoura e mais valiosa que nós mesmos. Os nossos semelhantes, as ideias, as causas - oferecem-nos que a única libertação possível, não apenas do egoísmo, mas também da solidão interior e da falta de objectivos de vida. Só quem se interessa, pode chegar a interessar,
Merecem piedade aqueles que na vida, preferem ser espectadores e não participantes dela, mas os que deliberadamente, dão as costas à procissão humana, são trágicos, Felizes são apenas aqueles que empenham tudo o que têm por um ideal.

Postado por Daniel Costa

3 comentários:

Fernanda disse...

Amigo Daniel.

Perfeito!
Não acrescentaria nem mais uma vírgula.

Esta sua meditação sobre "quem não vai porque tem medo de sofrer", de quem "nunca curtiu uma paixão, esse não tem nada não", vem totalmente ao encontro da forma como penso e vivo.

Parabéns

poetaeusou . . . disse...

*
amigo,
optima escolha,
,
O bom interlocutor não é aquele que lembra do que foi dito, mas o que diz aquilo que alguém quer se lembrar.
,
in-John Mason Brown
,
um abraço
,
*

Fátima disse...

Feliz daquele que se atira mesmo já tendo recebido o premio, pois considera ter muito ainda a conquistar e a viver.
Ótima escolha amigo , espectador nem da própria morte.

Agradeço o carinho da visita, e espero que aprecie o fricasse, rs.

Abraço com carinho.