sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

meditando

WATER C. LVAREZ: "Charles Darwin era tão fraco que mal podia trabalhar três horas por dia. A menor excitação, como uma visita a amigos, punha-o de cama, com calafrios e vómitos. A sua vida é um exemplo cabal de que, contornando-se com tais adversidades, e trabalhando à altura das suas forças, esses débeis de natureza podem levar uma existência feliz e fecunda."

Postado por Daniel Costa

2 comentários:

lita duarte disse...

Daniel,

O trabalho o mantinha ocupado, dedicação e disciplina ele tinha de sobra.


Beijos.

Pensador disse...

Este texto me fez lembrar o físico Stephen Hawkings, que parece que só conseguiu demonstrar toda sua genialidade depois que a doença começou a prendê-lo.